segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Apostila Concurso DPE-SP 2015

Apostila Concurso DPE-SP 2015, apostila, edital, pdf, grátis, DPE-SP, grátis, Agente de Defensoria, digital, Oficial de Defensoria, impressa, concurso, 2015 

A Defensoria Pública do Estado de São Paulo (DPE-SP) tornou públicos dois editais de concurso com 46 vagas e a formação de cadastro reserva (CR) para os cargos de agente e oficial do órgão. Do total de ofertas, oito estão reservadas para negros e indígenas e uma está reservada para pessoas com deficiência.
  

Candidatos de níveis médio e superior de ensino poderão realizar inscrições no certame entre as 10 h do dia 16 de setembro e as 14 h do dia 9 de outubro, no endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas – FCC (www.concursosfcc.com.br), que organiza as eleção. As taxas são de R$ 115 para oficial e de R$ 142,50 para agente.

Para concorrer como oficial de defensoria pública (CR) é preciso ter ensino médio completo e carteira nacional de habilitação – CNH “B” ou superior. O trabalho conta com jornadas de trabalho de 40 h semanais e apresenta salário inicial de R$ 2.300.

A carreira de agente de defensoria pública (46 + CR) exige ensino superior completo e registro no órgão competente nas especialidades de administrador (5), administrador de banco de dados (CR), administrador de redes (CR), analista de suporte (CR), analista de sistemas (CR), arquiteto (CR), arquivista (1), assistente social – capital (6), assistente social – interior (10), biblioteconomista (CR), cientista social (1), comunicador social (1), contador (CR), designer gráfico (CR), engenheiro civil (CR), engenheiro de redes (CR), engenheiro elétrico (CR), engenheiro mecânico (CR), engenheiro de telecomunicações (CR), estatístico (1), pedagogo (1), programador (CR), psicólogo – capital (8), psicólogo – interior (9), relações públicas (1) e secretário executivo bilíngue (1).
O posto de agente tem como principais responsabilidades desempenhar tarefas compatíveis com a especialidade para atendimento da administração interna e área-fim da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, auxiliando na elaboração e execução de estudos, planos e projetos institucionais, a partir de objetivos previamente definidos, conforme previsão da Lei Complementar nº 1.050, de 26/06/2008, Deliberação CSDP 111/09, de 09/01/2009, e demais atos regulamentares.
A remuneração inicial é de R$ 5.500 e as jornadas semanais de 40 h.

Quem concorrer no certame como agente de defensoria pública fará prova objetivacom testes de língua portuguesa, noções de informática, conhecimentos jurídicos e institucionais, conhecimentos específicos da função e redação. Apenas as especialidades de administrador de banco de dados, administrador de redes, analista de sistemas, analista de suporte, engenheiro de redes e programador terão, também, questões de matemática e raciocínio lógico.
Para os aprovados na primeira etapa, haverá avaliação de títulos como critério de classificação.

Já aqueles que concorrerem como oficial de defensoria pública farão prova objetiva com questões de língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico, conhecimentos básicos de informática e conhecimentos jurídicos e institucionais.

Após a data de homologação do resultado final, prevista para fevereiro de 2016, o edital do certame terá validade de dois anos e poderá ser prorrogado uma vez por mais dois anos.


   
               

Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário:
Escreva seu comentários

Postagens recomendadas × +