quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Apostila Concurso Fesf-SUS/BA 2016

apostila concurso Fesf-SUS BA 2016

A Fundação Estatal Saúde da Família (Fesf-SUS), no Estado da Bahia, anunciara em breve novo edital de concurso público com 1.121 vagas mais formação de cadastro reserva de pessoal, em diversos cargos.

A AOCP Concursos Públicos foi selecionada por meio de processo licitatório que aconteceu no primeiro semestre de 2015. No documento de licitação foram apresentados os postos que devem ser contemplados, mais não foram indicados os salários.

Para nível médio/técnico as vagas são para os cargos de assistente administrativo (17 vagas) e cadista (1), técnico em enfermagem (677), técnico de enfermagem do trabalho (1) e técnico de segurança do trabalho (1).
  
  

Diploma de graduação tornará possível a inscrição nos cargos de advogado (1), analista de TI (5), analista administrativo (1), analista administrativo - contador (2), analista administrativo - economista (1), arquiteto (6), assistente social (5), bibliotecário (1), comunicólogo (2), cirurgião dentista (1), professor de educação física (1), enfermeiro (97), engenheiro civil (4), engenheiro de segurança do trabalho (1), farmacêutico (1), fisioterapeuta (109), fonoaudiólogo (15), nutricionista (7), psicólogo (1), técnico de suporte para tecnologias específicas (10), sanitarista (4) e terapeuta ocupacional (5).

As outras 144 chances serão destinadas ao provimento de profissionais na colocação de médico em diversas especialidades, que requer formação superior completa em medicina.

Sobre a Fesf-SUS
A Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-SUS), é um órgão integralmente público, intermunicipal, integrante da administração indireta dos Municípios, sem fins lucrativos, de interesse coletivo e dotado de personalidade jurídica de direito privado. Esse modelo surge da combinação entre duas modalidades de instituições públicas da administração brasileira: as autarquias e as empresas estatais.

A FESF-SUS foi constituída por 69 municípios do Estado da Bahia com permissão da Lei Complementar Estadual n.º 29, de 21/12/2007, tendo como base os princípios de gestão compartilhada, democrática e participativa. A Fundação é integralmente pública e mais autônoma como são as Universidades Públicas, e tão ágil e versátil quanto são as Empresas Estatais.

Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário:
Escreva seu comentários

Postagens recomendadas × +