terça-feira, 5 de junho de 2018

Concurso HEMOPA-PA 2018: Novo concurso com 103 vagas

Concurso HEMOPA 2018
A Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (HEMOPA) anunciou a contratação de empresa organizadora para Concurso Público de níveis Médio e Superior.

O Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), prestará serviços de planejamento, organização e realização do concurso.

O certame contara com 103 vagas, sendo 60 para quem possui ensino médio completo e 43 para cargos com exigência de formação superior em áreas específicas.

Para nível médio, as oportunidades são para a carreira de técnico de patologia clínica e 40 para técnico de enfermagem. As remunerações iniciais e de R$ 1.004,95.

Já para nível superior as vagas são para os cargos de assistente social (7 vagas), biomédico (5), enfermeiro generalista (12), farmacêutico bioquímico (3), fisioterapeuta (4), clínico geral (7), hematologista (2), hematologista pediátrico (1) e psicólogo clínico (2). Os salários oferecidos são de R$ 3.247,70.

Contrato Concurso HEMOPA-PA 2018 - IADES

Os participantes do concurso da Hemopa passarão por provas de conhecimentos (objetiva e discursiva), além da avaliação por contagem de títulos. Tais testes serão aplicados nos municípios de Belém, Santarém, Marabá, Altamira e Itaituba.

Concurso HEMOPA-PA 2018

Sobre o Hemopa:
Na década de 1970, o Governo Federal iniciou a implantação do Programa Nacional do Sangue, incentivando a criação de hemocentros por todo o país. Nessa época, já existiam bancos de sangue oficiais e particulares em alguns hospitais, onde a doação de sangue era renumerada.

Foi nesse cenário que em 2 de agosto de 1978, por meio do Decreto nº 10.741, nasceu a Fundação Centro Regional de Hemoterapia do Pará (Funepa), em imóvel alugado na Avenida Generalíssimo Deodoro, em Belém. A unidade foi instituída com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com autonomia administrativa e financeira.

Para atrair doadores, já que não havia remuneração, a Funepa investiu em procedimentos modernos de sorologia do sangue e ganhou a confiança dos profissionais da saúde e da sociedade. Com o passar dos anos, houve a institucionalização de uma Política Nacional de Sangue, normatizando as ações, competências e responsabilidades daqueles com atuação na área de hemoterapia. A doação de sangue passou a “voluntária, altruísta e não remunerada direta ou indiretamente”.

Foi a partir de 1982, que a instituição ganhou a denominação de Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) e mudou-se para Avenida Castelo Branco, esquina da Avenida Magalhães Barata. Em 1994, através da Lei no 5.840 de 23 de março, foi transformada em fundação de direito público, mesmo ano em que ganhou nova sede no bairro de Batista Campos, onde funciona até hoje. Com modernas instalações, o Hemopa conquistou lugar entre os melhores hemocentros do Brasil e do mundo.

Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário:
Escreva seu comentários

Postagens recomendadas × +